OS PRINCIPIOS ESPIRITUAIS DE NARCOTICOS ANONIMOS

TEXTO: em tramite de aprovação por N.A. 
(SET/2011). AUTOR : Anônimo.

´´Há uma coisa que, mais do que qualquer outra coisa, pode derrotar a nossa recuperação: Uma atitude de indiferença ou intolerância em relação a princípios espirituais.``  nossa recuperação depende do despertar e do crescimento da nossa espiritualidade, e as nossas vidas dependem da nossa relação com o que acreditamos ser nossa fonte. Os princípios espirituais expressam algumas de nossas ideias mais básicas sobre a espiritualidade em N.A. Eles são o alicerce sobre o qual os nossos passos, tradições e conceitos de serviço são contraídos. Eles tornam possível a nossa rendição individual e coletiva e nossa dependência de um Deus amoroso da nossa própria compreensão. Eles são as chaves para a nossa liberdade.
1.       Não existem bons dias e maus dias, há apenas dias. Em narcóticos anônimos vivemos ´´só por hoje`` , nos reconhecemos e deixamos, nosso passado doloroso e nossa confiança no futuro, aos cuidados de um Deus amoroso. Em recuperação, os absolutos perdem o seu significado; nós cremos que tudo na vida é uma combinação de bem e de mau, de positivo e de negativo. Começamos a olhar para os acontecimentos e situações em nossas vidas como oportunidades ou como dons de Deus, cada coisa tem seu valor e nos provê uma oportunidade, para aprender e para crescer. Acreditamos que cada dia nos é dado um indulto de nossa adicção ativa, e que é somente nossas atitudes e ações que limitam a nossa recuperação.
2.       Existe um poder espiritual maior do que qualquer individuo. O poder pessoal provou um completo fracasso para nos, o esforço humano não foi capaz de curar nosso vicio ou nos impedir de destruir a nós mesmos, nossa única esperança de salvação parece resistir em um poder espiritual. Nossos passos são projetados para despertar, desenvolver e manter uma relação entre nós e um poder superior. Quando usamos o termo ´´DEUS`` estamos nos referindo a um poder espiritual que é carinhoso, atencioso e maior do que nós. Este poder tem a capacidade de cuidar de nos restaurar a sanidade, e de nos libertar. Acreditamos também que existe um Deus ´´de nossa irmandade`` que cada um de nós concebe de acordo com nossas crenças, é esse Deus que protege a nossa comunhão, ela ajuda a crescer, e torna possível a recuperação para o adicto que ainda sofre.
3.       A fé é a chave para o nosso novo modo de vida. Em recuperação, passamos a depender de um poder maior do que nos mesmos ao invés de depender de nossos recursos. A fé é composta de convicção, de confiança e de aceitação. A crença é a menor forma de fé, é a conceituação. A confiança é a aplicação de crença em nossas vidas, é ação com base no que acreditamos. A aceitação é a maior forma de fé, é instintivo e não conceitual. Em recuperação, chega-se a um ponto em que já não é preciso mais saber o ´´por que``  ´´e por que é``, nossas ações se tornam adequadas, sem a necessidade de pensamento consciente. Nossos instintos mudam de destrutivos e equivocados para construtivos e espiritualmente corretos. A recuperação é um caminho natural da vida.
4.       Narcóticos anônimos é um programa espiritual, não uma religião. A espiritualidade é a relação que uma pessoa tem com aquilo que ela acredita. Já a religião apresenta um conceito especifico de uma divindade, um código especifico de ética, e um método especifico. Em N.A. acreditamos, incondicionalmente, que todos os membros têm direito as suas próprias crenças religiosas e ao próprio conceito de um poder superior. N.A. é inclusiva e não exclusiva. Cada um de nós segue o nosso próprio caminho baseado em princípios espirituais, acreditamos em acreditar e temos fé na fé. Nossa comunhão é com base em aprender como aplicar os princípios espirituais em nossas vidas diárias, unindo-nos para apoio mutuo e cuidado, de um adicto a outro através de partilha, de patrocínio e de serviços. A recuperação em N.A. é algo que acontece dentro do individuo, é a maneira como vivemos; somos narcóticos anônimos.
5.       Narcóticos anônimos é baseado em princípios espirituais. Há verdades espirituais básicas que são universalmente corretas, não são dependentes do tempo, do lugar, da personalidade, ou da circunstancia. Nosso programa é um conjunto de princípios, escrito de forma que podemos segui-los em nossas vidas diárias. Há muitos princípios espirituais expressos em nossa literatura; honestidade, mente aberta e boa vontade são os mais básicos e fazem a mudança e o crescimento para nós. A aplicação efetiva de princípios espirituais é a base da recuperação da doença da adicção. Há uma coisa que, mais do que qualquer outra coisa, pode derrotar a nossa recuperação: uma atitude de indiferença ou intolerância em relação a princípios espirituais.
6.       Princípios espirituais verdadeiros nunca estão em conflito. Acreditamos em um Deus amoroso, como nossa autoridade final e como fonte de princípios espirituais, algo que é universalmente correto não pode ser verdadeiro algumas vezes e falso em outros momentos. Um aspecto de Deus é a harmonia, e não pode haver discordância ou contradição entre os princípios que são espiritualmente centrados ou centrados em Deus. Ações que são espiritualmente corretas, não podem violar qualquer principio espiritual, quando nossas ações violam qualquer principio espiritual, elas não são espiritualmente corretas. Nós utilizamos esta verdade básica como um guia para a ação apropriada e a tomada de decisões em Narcóticos Anônimos.
7.       Não existe uma ação sem reação, nem uma causa sem consequência. O que este principio nos diz é uma expressão do principio da reciprocidade e é fundamental ao nosso modo de vida. A recuperação é uma experiência de reciprocidade: se sair dela o que colocarmos nele, colhemos o que as pessoas tratam-nos da forma com as tratamos, e a maneira como vivemos determina o nosso modo de vida. Se nós baseamos nossas vidas em desonestidade, desrespeito, destruição, mente fechada, negatividade e egoísmo, então vamos ser miserável, se, por outro lado, basearmos a nossa vida na honestidade, respeito, carinho, vontade, mente aberta, esforço de ação positiva, construtiva e amor, então seremos felizes e em paz. Uma vida com base na aplicação efetiva de princípios espiritual é sua própria recompensa, nos tornarmos parte da solução e não parte do problema.
8.       Recuperação é uma jornada espiritual. ´´Nós proclamamos o progresso espiritual ao invés da perfeição espiritual.`` O objetivo do nosso modo de vida é a recuperação da doença da adicção. Para alcançar isso, devemos crescer espiritualmente. Costumamos dizer ´´trabalho de passos``, e com isso queremos dizer modo de vida de N.A. enfrentamos a vida utilizando um conjunto de orientações baseadas em princípios espirituais. Nós mudamos a maneira como vivemos, seguindo um novo conjunto de instruções, não mudarmos as instruções para ajusta-las a forma como queremos nos comportar. Nós acreditamos que nunca completamos os passos e que Viver o programa, significa que se aplicam os princípios da recuperação de cada área de nossas vidas em uma base continua.
9.       Recuperação baseia-se na intervenção divina. Quando nós compartilhamos nossa experiência, a maioria de nós relata uma serie de eventos inesperados que nos levou a encontrar recuperação na irmandade de narcóticos anônimos. Acreditamos que esses eventos não acontecem por acaso, mas sim que eles representam evidencia de um Deus amoroso intervindo em nossas vidas. Se vivermos por princípios espirituais que são dados sempre que precisamos e que nunca são dados mais do que podemos suportar. Isso acontece com tal coerência que no momento, muitos de nós desenvolvemos a fé na presença de um poder superior que trabalha em nossas vidas de outros membros de N.A. Como a nossa capacidade de depender de Deus aumenta, consequentemente a presença de Deus em nossas vidas aumenta. O grau com que nós entregamos a nossa vontade e nossa vida aos cuidados de um Deus amoroso é igual a medida com que nos libertamos de nossas doenças e nossa autodestruição.
10.   Deus age através de pessoas: ´´Eu não posso, nós podemos``. Chamamos narcóticos anônimos um programa nós, e acredito que se nós somos deixados a nossa própria sorte e juízo, vamos continuar a nos destruir. De acordo com a nossa literatura, a adicção é progressiva, incurável e fatal. Somos impotentes perante a nossa adicção. Não podemos recuperar simplesmente pela nossa própria força de vontade, precisamos uns dos outros. Um adicto sozinho está em má companhia e isolamento é um sintoma de nossa doença, mas apenas pelo apoio mutuo e interdependência que vamos recuperar. Deus trabalha através de cada um de nós uma vez que nos rendemos. Acreditamos que nos são dadas palavras além da nossa compreensão e talentos além da nossa capacidade. Manifestamos a nossa confiança em Deus, dependendo uns dos outros, e por cuidar de si que estamos oferecendo a nós mesmos como uma extensão da graça de Deus a do amor. ´´um adicto pode melhor compreender e ajudar outro adicto. ``
11.   Recuperação é uma serie de entregas. ´´Rendermo-nos significa que não temos mais que lutar.`` As batalhas internas que nos devastaram por dentro por muitos anos são retiradas na nossa recuperação. Somos livres para ser quem somos e já não temos que viver em contradição com a nossa natureza interior. Nós começamos a nos recuperar, por deixar de cair na contradição entre a realidade do nosso apego e a ilusão de que estamos no controle do nosso uso e de nossa vida. A rendição é inerente a cada um dos nossos passos, e cada vez que trabalhamos conscientemente um passo fazemos uma nova entrega. Cada vez que nos rendemos, isto se torna mais profundo e a carga é atenuada um pouco, o crescimento espiritual continuo implica uma serie continua de entrega e busca de um melhor relacionamento com Deus.
12.   A promessa de recuperação é a liberdade. Em narcóticos anônimos nos são dadas uma escolha e uma chance de sermos livres da adicção ativa e das limitações da auto-obsessão, auto-ódio e autodestruição. Falamos frequentemente de uma escolha, mas às vezes esquecemos que existe mais de uma escolha. Quando negamos a um adicto o direito de rejeitar o nosso modo de vida, então nós também estamos negando-lhe a oportunidade de escolher o nosso modo de vida e ter uma chance de se recuperar. Recuperação e liberdade não são automáticas, pois eles são dependentes de nossa escolha, de nosso compromisso, de nossa coragem, de nossa vontade e da nossa capacidade de aplicar princípios espirituais em nossas vidas diárias. Nós nunca teremos que usar novamente contra a nossa vontade; nós podemos ser livres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque