HISTORIA E FORMA DE TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA COM HEANTOS 4

     

Heantos é um medicamento tradicional vietnamita derivada de 13 plantas e ervas utilizadas no combate à dependência química. Ele foi criado na década de 1980 pelo Dr. Tran Khuong Dan (Dr. Dan), um médico Vietnamita cujo pai e irmão eram usuários de droga. Durante décadas, Heantos foi libertando as pessoas de uma quantidade significativa de sintomas de abstinência em tratamento nas aldeias rurais do Vietnã.
No Vietnã, o uso do ópio é cultural, é plantado e colhido no país. Na entressafra, quando há uma escassez de ópio, as pessoas mais jovens reduzem ou eliminam a sua utilização, porém as pessoas que fazem sua utilização há mais tempo tendem a sofrer com a redução e eliminação do ópio devido à dolorosa abstinência.
Esta tradição cultural exigiu a necessidade de encontrar uma combinação de plantas e ervas para permitir que os usuários pudessem enfrentar a escassez do ópio e eliminar os sintomas de abstinência e ânsia pela substância. Então, o Dr Dan, que já havia perdido seu pai e irmão devido ao uso abusivo, e curandeiros foram para as florestas e colheram algumas plantas e ervas que passaram a ser usados para interromper a abstinência.
Em 1991, o Heantos passou por ensaios clínicos oficiais do Ministério da Saúde Pública no Vietnã que confirmou a sua segurança e eficácia no combate às drogas. Desde 1995, a Academia Vietnamita da Ciência e Tecnologia (VAST) em parceria com os criadores do Heantos para desenvolvimentos científicos. Durante quase 20 anos de pesquisa sobre o Heantos, o Instituto de Química do Vietnã tem parceria com várias instituições internacionais no esclarecimento da toxicologia e estudos clínicos sobre o Heantos. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e do Governo do Vietnam assinaram um acordo de cooperação científica internacional para conduzir o desenvolvimento científico internacional do Heantos.
Os ensaios clínicos, realizados pelo Ministério da Saúde Pública Vietnamita mostraram que o tratamento com Heantos realiza uma desintoxicação suave e rápida de pacientes viciados em drogas. Estes ensaios mostraram que o Heantos ajudou a aliviar vontade pelas drogas enquanto suprime os principais sintomas de abstinência. Não foram observados efeitos colaterais indesejáveis durante as pesquisas. Estes estudos também revelaram que o Heantos não contém substâncias químicas, o composto é completamente natural.
Um projeto de três fases destinado a estabelecer as condições científicas para a utilização nacional e internacional de HEANTOS, fundamentando reivindicações de segurança e eficácia foi realizado com o apoio científico do John Hopkins School of Medicine.
O Heantos foi usado em aldeias vietnamitas durante décadas e em centros de tratamento desde 1990. Além da evidência científica, a evidência é clara: Heantos é eficaz em ajudar as pessoas viciadas em drogas a superar levemente os sintomas de abstinência e não é viciante.
Heantos é usado no Vietnã no centro de tratamento do Hoang Long no norte da província de Ninh Binh. Neste centro, veteranos de guerra anteriormente receberam doses de morfina mensais gratuitos. Após o uso do Heantos, apenas uma vez, 70% dos usuários não precisaram tomar mais nenhuma dose de morfina. Um estudo sobre a reincidência neste centro mostrou 37 de 40 pacientes (92%) que se livraram do vício após o tratamento com Heantos.
Tratamento Heantos
Ao internar um ente querido, a família cria uma grande expectativa de melhora e possivelmente a cura do indivíduo. Porém, na grande maioria dos casos, ao sair da clínica, a pessoa, ainda com abstinência, procura rapidamente fazer o uso de sua substância de preferência. Ao se deparar com esta frustração, decepção e revolta, a família começa a perder estabilidade emocional, agindo também compulsivamente em busca da cura. Infelizmente o índice de recuperação de clínicas de reabilitação são muito baixos, em média 5% de casos de sucesso. Com o tratamento de Heantos, é possível aumentar as chances do usuário em até 70%, pois a redução da abstinência chega a zero, fazendo com que a pessoa descubra novamente os prazeres naturais, permitindo que retome a direção natural da sua vida.
Tem-se notado nos últimos anos, que a fórmula inovadora do Heantos tem sido cada vez mais eficaz e vem se destacando nos tratamentos de dependência química, alcoolismo e depressão ao redor do mundo. Estudos científicos e diversos relatórios comprovam que já na primeira dosagem, este método de tratamento, remove significativamente os sintomas da abstinência de substâncias, reduzindo o desejo de uso pouco tempo após sua administração.
Quando se diz a palavra “internação”, a maioria das pessoas se chocam imaginando-se em uma clínica durando 60, 90 ou 120 dias. Com esta inovadora metodologia de tratamento, o indivíduo tem uma oportunidade única de desintoxicar seus corpos e mentes em um curto período de tempo de forma rápida, eficiente e o mais confortável possível em um ambiente familiar, natural e seguro.
O tratamento com Heantos 4, trabalha na regeneração das conexões neurais, reorganizando a sinapse dos neurônios, elevando desta forma a produção da serotonina e dopamina. Através da produção dessas substancias, o indivíduo volta a ter o prazer natural, sem a necessidade de usar drogas ou ingerir bebidas alcoólicas. Sendo assim, desaparecem os sintomas de abstinência e fissura, equilibrando novamente os mediadores químicos cerebrais.
Contando com 70%, e sem abstinência, o indivíduo ainda deve manter alguns cuidados especiais para alcançar seu objetivo de ficar “limpo” e desintoxicado, tais como: evitar hábitos, pessoas, lugares e bebidas alcoólicas. É importante salientar que a nossa metodologia de tratamento é para aqueles que se propõem, com o real desejo de parar com o uso.

Antes do inicio ao tratamento, é necessário uma avaliação mental, espiritual, social, familiar e dos aspectos físicos para proporcionar um plano de administração do Heantos de forma individual para cada pessoa. 

Postagem em destaque